Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, terça 19 de novembro 2019
Midia Kit
Política - MT - Precário

Comissão entrega a Mauro relatório sobre hospitais e faz críticas a terceirização

De abril a outubro, a comissão visitou unidades geridas pela secretaria estadual de Saúde

A Comissão de Saúde da AL entregou um relatório sobre 13 visitas técnicas em unidades de saúde do interior de Mato Grosso, que apontam, além de outros fatores, desigualdade na distribuição dos serviços, ao governador Mauro Mendes (DEM), na quarta-feira (30). O democrata, por sua vez, deve analisar os resultados expostos no documento para avaliar quais serão os futuros invesmentimento e melhorias na saúde pública.

De abril a outubro, a comissão visitou unidades geridas pela secretaria estadual de Saúde em Barra do Bugres, Cáceres, Rondonópolis, Várzea Grande, Água Boa, Cuiabá, Sinop, Sorriso, Alta Floresta, Colíder e Peixoto de Azevedo.

Em todos os locais foram verificadas as condições estruturais (parte física e equipamentos), a situação financeira e os serviços/atendimentos oferecidos aos cidadãos. Durante solenidade de entrega do relatório, Mauro ressaltou que continua destinando à saúde o mesmo valor investido durante outros governos. De acordo com ele, a diferença é que os 12% enviados ao setor estão sendo melhor administrados.

O presidente da comissão, deputado Paulo Araújo (PP) teceu críticas as administrações terceirizadas, conhecidas como OSS. "A terceirização não rendeu bons frutos para a população de Mato Gross e essa mudança do modelo de gestão e recuperaçãpo dessas unidades hospitalares que eram terceirizadas, e que hoje estão sob gestão direta do Estado, mostra a sociedade que é possível gerir otimizando recursos".

A comissão técnica visitou duas unidades que são administradas por consórcios de saúde em Água Boa e Barra do Bugres, além daquelas geridas diretamente pela secretaria estadual de Saúde. De acordo com Mauro, o problema comum entre os hospitais visitados é a questão estrutural. A comissão também teria identificado recuperação gradativa na capacidade de produção de hospitais regionais que, antes, eram entregues a OSS.

Mauro também afirmou que um programa de recuperação nas unidades físicas de Mato Grosso já está em fase inicial nas unidades de Sorriso, que teve licitação lançada recentemente, Sinop, Rondonópolis e o Hospital Metropolitano de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá. Após a recuperação das quatro unidades, todas os hospitais do Estado devem passar por ampliação, modernização e melhoria nos equipamentos.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

Propostas retomam a política de valorização do salário mínimo

OPINIÃO

Suplementação de vitamina D o que há de novo?
A prescrição de vitamina D tem sido amplamente usada para prevenção de distúrbios nos ossos. Sua sup...
Transplante capilar sem cicatriz
Na vanguarda dos tratamentos médicos, a cirurgia do transplante capilar a cada dia ganha mais adepto...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Fusão
Fusão Disney e Fox é finalizada e Deadpool comemora

TECNOLOGIA

Fique - Atento
Golpistas usam Instagram para aplicar fraudes em vendas on-line

ESTADO

Pedido - do - TCE
Proposta aumenta de 60 para 120 dias o prazo de análise das contas do governador
Folha - pesada
Mendes diz não ter garantia de que 13º será pago neste ano