Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, quinta 23 de maio 2019
Midia Kit
Estado - Orçamento - de - 1.7 - bilhões

Déficit é de R$ 1,7 bi; Gestão e Educação têm maiores despesas

Lei Orçamentária Anual foi publicada no Diário Oficial do Estado, que circula nesta segunda-feira (11)

O governador Mauro Mendes, que publicou Lei Orçamentária 2019

O Diário Oficial do Estado que circula nesta segunda-feira (11) traz a publicação da Lei Orçamentária Anual (LOA), que estima uma receita de R$ 19,2 bilhões para o exercício de 2019.

Conforme já divulgado pelo Executivo, a despesa total do Estado foi fixada em R$ 20,9 bilhões, restando assim, um déficit de R$ 1,7 bilhão para este ano.

A publicação detalha todos os duodécimos (repasse constitucional) aos Poderes e instituições, bem como o orçamento destinado a cada uma das secretarias.

Entre as pastas, aquela que detém maior orçamento é a Secretaria de Estado de Gestão, com pouco mais de R$ 3,8 bilhões em despesas.

O montante é alto porque a pasta é responsável, por exemplo, pelo pagamento de todos os servidores pensionistas e aposentados do Estado, tendo o MTPrev como uma de suas unidades orçametárias. Somente com pessoal e encargos são mais de R$ 3,7 bilhões.

A Educação aparece com o segundo maior valor: pouco mais de R$ 3,2 bilhões. Ela é seguida pela Segurança Pública, com R$ 2,6 bilhões; e Saúde, com R$ 2,1 bilhões.

Dentre as estruturas do Poder Executivo, o menor gasto previsto é o do gabinete do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT): pouco mais de R$ 3 milhões.

A Casa Militar (R$ 23,1 milhões), Comunicação (53,4 milhões) e Cultura, Esporte e Lazer (R$ 54 milhões) estão entre as pastas com menores montantes.

Veja o que a LOA prevê de despsas para cada pasta:

Gestão 3.842.139.425,00
Educação 3.260.211.914,00
Segurança Pública 2.688.494.441,00
Saúde 2.113.922.866,00
Infraestrutura e Logística 793.200.831,00
Fazenda 668.120.438,00
Justiça e Direitos Humanos 611.441.534,00
Ciência, Tecnologia e Inovação 493.076.105,00
Desenvolvimento Econômico 337.738.316,00
Cidades 259.573.085,00
Planejamento 225.995.619,00
Meio Ambiente 208.363.123,00
Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários 178.006.617,00
Procuradoria-Geral do Estado 165.920.294,00
Trabalho e Assistência Social 129.413.656,00
Casa Civil 94.107.873,00
Controladoria Geral do Estado 58.558.645,00
Cultura, Esporte e Lazer 54.092.845,00
Comunicação 53.460.129,00
Casa Militar 23.146.221,00
Vice-governadoria 3.073.068,00

Duodécimos

A publicação também traz os valores destinados a cada um dos Poderes e instituições.

As despesas previstas pelo Tribunal de Justiça para este ano ficou acima de R$ 1,5 bilhão. Conforme o demonstrativo, R$ 1 bilhão é relativo a pessoal e encargos sociais. Outros

R$ 451,01 milhões se referem a outras despesas correntes. Já os investimentos chegarão a R$ 9,137 milhões dizem respeito a investimentos.

Para a Assembleia Legislativa, são pouco mais de R$ 535 milhões de despesas.

Na sequência, aparecem o Ministério Público Estadual, com R$ 474,4 milhões; o Tribunal de Contas, com R$ 353 milhões e a Defensoria Pública, com R$ 143 milhões.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

Propostas retomam a política de valorização do salário mínimo

OPINIÃO

Transplante capilar sem cicatriz
Na vanguarda dos tratamentos médicos, a cirurgia do transplante capilar a cada dia ganha mais adepto...
A transformação de tudo começa em você
O trabalho de transformação do mundo começa por mudanças individuais. Cada um de nós traz no subcons...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Fusão
Fusão Disney e Fox é finalizada e Deadpool comemora

TECNOLOGIA

Lançamento
Syntonic lança novos serviços em sua plataforma de geração de receita para operadoras e provedores de conteúdo

ESTADO

Dívida
LRF, câmbio e “freio” do dólar: entenda as polêmicas que envolvem alongamento da dívida em dólar
Celular
Max Russi volta a cobrar sinal de celular em distritos de Barra do Garças