Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, quarta 18 de setembro 2019
Midia Kit
Geral - Resgatada - na - Guerra

Jovem dada como 'desaparecida' na Síria chega a Cuiabá nesta quinta

Juliana Cruz estava na Síria (país em guerra civil) e havia sido detida pelas autoridades locais, junto ao homem que conheceu na internet.

A família procurou a Polícia Federal para conseguir encontrar a jovem.

Deve chegar a Cuiabá nesta quinta-feira (07), a jovem cuiabana, Juliana Cruz, que estava na embaixada brasileira em Damasco, na Síria, desde quando foi localizada a partir de ação da Polícia Federal, após a família denunciar que ela havia desaparecido no país que passa por uma guerra civil.

Juliana, que é auxiliar administrativo da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), viajou no período de férias para a Síria, com o objetivo de encontrar um homem que conheceu pela internet.

A jovem teria sido detida junto com o homem com quem ela foi se encontrar no país. Segundo fontes do , ele seria um rebelde opositor ao Governo sírio e por isso ambos foram presos por autoridades locais.

A Síria está em guerra civil desde 2011, com forças rebeldes tentando derrubar o Governo do ditador Bashar Al-Assad.

Juliana foi liberada após negociações promovidas pela embaixada brasileira.

O Ministério das Relações Exteriores informou por meio de nota, que Juliana foi encontrada e encaminhada, na terça-feira (5), para a embaixada sem sinais de maus-tratos.

"Juliana Cruz encontrava-se bem e não tinha sinais de maus-tratos ou qualquer tipo de violência", descreve a nota.

A cuiabana embarcou para o Brasil na quarta-feira (6), e a previsão é de que o voo dela chegue em Cuiabá, nesta quinta.

A assessoria de imprensa da Polícia Federal informou que nenhum crime foi constatado neste caso e, portanto, não teria mais informações sobre este processo.

O caso

A jovem que estava de férias da AMM, viajou para a Síria no dia 14 de novembro e deveria ter retornado dia 28. Desde então, não havia entrado em contato com ninguém no Brasil. Ela foi encontrada na segunda-feira (4), conforme informações da Polícia Federal.

Ela viajou para o Oriente Médio, com o objetivo de se encontrar com Sheraz Re, que ela conheceu pelas redes sociais.

Ela chegou a pedir para que duas guias turísticas a atravessassem na Faixa da Gaza, região na Palestina que sofreu com diversos conflitos durante o século passado.

A família prestou queixa na Polícia Federal no dia 29 de novembro, quando iniciaram as investigações sobre o desaparecimento de Juliana.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

Propostas retomam a política de valorização do salário mínimo

OPINIÃO

Suplementação de vitamina D o que há de novo?
A prescrição de vitamina D tem sido amplamente usada para prevenção de distúrbios nos ossos. Sua sup...
Transplante capilar sem cicatriz
Na vanguarda dos tratamentos médicos, a cirurgia do transplante capilar a cada dia ganha mais adepto...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Fusão
Fusão Disney e Fox é finalizada e Deadpool comemora

TECNOLOGIA

Fique - Atento
Golpistas usam Instagram para aplicar fraudes em vendas on-line

ESTADO

Pedido - do - TCE
Proposta aumenta de 60 para 120 dias o prazo de análise das contas do governador
Folha - pesada
Mendes diz não ter garantia de que 13º será pago neste ano