Bem-vindo ao site do Norte de Mato Grosso, Peixoto de Azevedo/MT, domingo 24 de março 2019
Midia Kit
Estado - Levantamento

MT é o 3º estado do Centro-Oeste que mais contratou jovens aprendizes

Segundo o MTE, Mato Grosso está atrás apenas de Goiás e Distrito Federal. Para iniciar o programa, o adolescente precisa ter 14 anos.

Mato Grosso é o terceiro estado da região Centro-Oeste que mais contratou jovens aprendizes, segundo último levantamento divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

O levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego apontou que Mato Grosso contratou mais de 5 mil jovens aprendizes nos últimos 9 meses.

“A aprendizagem é uma modelagem onde a empresa tem uma obrigação legal de cotas para cumprir. E também tem uma responsabilidade social, que é compartilhada com a instituição formadora”, declarou Silvania Olanda, a gerente regional de educação profissional.

Pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Mato Grosso (Senai-MT), a instituição faz 2,7 mil matrículas por ano.

Atenção! O site "Realidade MT" não se responsabiliza por calúnias, injúrias, linguajar inapropriado, preconceituoso ou quaisquer afirmações de natureza ofensiva que venham a ser veiculadas nesse espaço, sendo que essa responsabilidade recai inteiramente sobre o usuário que se utilizar deste espaço democrático e livre de forma inadequada.

VÍDEOS

Propostas retomam a política de valorização do salário mínimo

OPINIÃO

Mediação em conflitos judicializados, é possível?
Ainda existem muitas dúvidas quanto à possibilidade da mediação no curso do procedimento judicial. A...
Sigilo entre advogado e cliente é lei e deve ser respeitado
Este é o nosso primeiro artigo deste ano. Portanto, quero desejar-lhes um feliz 2018, de muita paz e...
ver mais

ENTRENENIMENTO

Fusão
Fusão Disney e Fox é finalizada e Deadpool comemora

TECNOLOGIA

Internet
Centenas de perfis falsos teriam tentado influenciar eleições no Brasil

ESTADO

Celular
Max Russi volta a cobrar sinal de celular em distritos de Barra do Garças
de - Municípios
TJ decide e Barra do Garças perde 70 mil hectares para a vizinha Nova Xavantina